fbpx
fale conosco! +55 19 4062 8611
Conheça o que é picking e como ele pode ajudar a sua empresa

Já ouviu falar em picking?


Como sabemos, a logística é uma das partes mais estratégicas das empresas, e pode se tornar um diferencial para permanecer no mercado competitivo. Isso mostra a relevância de se preocupar com entregas mais rápidas e segurança de cargas, por exemplo. Quando o assunto é comércio eletrônico, a logística é essencial para manter clientes assíduos.


Além desses pontos citados, aplicar o picking também ajuda a otimizar processos e, consequentemente, a fidelizar consumidores.


O picking pode ser resumido como um sistema de coleta e separação de pedidos otimizado. O processo consiste na coleta de vários produtos no armazém ou estoque, e levá-los até o responsável pela expedição. Em seguida, os produtos são conferidos, embalados separadamente e preparados para o transporte.


Também podendo ser chamado de order picking, este processo é comumente confundido com o packing. Mas são diferentes.


O packing diz respeito ao empacotamento de mercadorias individuais para a entrega ao consumidor. Normalmente buscando proteger os produtos ao máximo antes do momento de envio. Isso para que não sofra problemas durante o transporte, e garantir a integridade do pedido.


Agora que você já sabe o que é picking, tal conhecer alguns dos seus benefícios? Veja a seguir!


Quais são as vantagens do picking?


Como citado anteriormente, um processo logístico de qualidade impacta diretamente na fidelização de clientes. Ou seja, aplicar o picking pode ajudar nesta etapa.


Afinal, um processo logístico bem planejado e executado otimiza o tempo de entrega de produtos. Assim, o consumidor recebe seu pedido em menos tempo- e quem não gosta quando chega antes da data de previsão?


Sem contar que o picking também promove uma diminuição nos custos de armazenagem da mercadoria. Muitos são os benefícios para as empresas que decidirem aplicá-lo.


Quais são os tipos de picking?


Você sabia que existem diversos tipos de picking? São 4 classificações possíveis, e é interessante conhecer cada uma delas. Vamos lá!


Picking discreto


Esta modalidade é composta por apenas um colaborador, uma abordagem individual. Ou seja, ele mesmo realiza a separação dos pedidos, o começo meio e fim de cada um deles.


Um ponto positivo é que a atividade individual tende a ser mais detalhada, e a margem de erros não tão grande. Mas como nem tudo são flores, a questão do tempo é negativa se a quantidade de pedidos é muito alta.


Picking por onda


Já o picking por onda, por mais que pareça com o discreto, possui diferenças. Mesmo que só colaborador seja responsável pela separação do pedido, a coleta é feita em um tempo específico.


Há um cronograma de coletas, que levam em conta o número de demandas e o tempo estimado de entregas.


Picking por lote


Neste modelo é feita a separação de mercadorias de uma só vez, o que permite o agrupamento de pedidos. Mas é preciso cuidado para evitar erros na separação deles, por isso é preciso muito planejamento e organização.


Picking por zona


O picking por zona é um modelo composto por vários operadores. Assim, cada um fica responsável pela separação de um tipo de produto. A vantagem dessa estratégia é justamente o tempo, já que o processo ganha velocidade.

 

Em resumo, o picking é um modelo de coleta e separação de pedidos otimizado. Muitos são os benefícios de aplicá-lo no processo logístico, principalmente a fidelização dos clientes por conta da diminuição do tempo de entrega de produtos.


O picking pode ser feito de 4 formas, todas visando os mesmos pontos positivos. Para mais artigos sobre logística, confira o blog da Online Applications e acompanhe nossos conteúdos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *