fbpx
fale conosco! +55 19 4062 8611
LGPD na contabilidade: tudo que você precisa saber sobre a lei!

As empresas de contabilidade guardam uma série de dados de seus clientes. Um conjunto de informações fiscais e financeiras importantes de cada um deles. A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, também conhecida como LGPD, entrou em vigor no mês de setembro de 2020, depois de uma série de discussões ao seu redor.


Mas a sua empresa contábil está preparada para lidar com ela?


Normalmente quando pensamos na LGPD, achamos que apenas empresas que trabalham com dados na internet, empresas grandes de tecnologia, precisam se adequar. Porém, as contabilidades também entram nessa.


Afinal, são responsáveis por guardar um alto volume de documentos dos seus clientes. É fundamental se adequar a lei neste momento e evitar que multas sejam cobradas.


Continue lendo para conhecer a história da lei, como ela funciona e descobrir como se adequar a ela!


História e funcionamento da LGPD


A LGPD foi baseada em outras duas legislações estrangeiras que regulamentam a proteção de dados e privacidade na web.


Uma delas foi feita pela União Europeia em 2016 e outra nos Estados Unidos, que foi aprovado no mesmo ano. A lei brasileira começou a ser discutida em 2010 e ratificada em 2018 no governo de Michel Temer (MDB).


Todas as leis foram criadas para atender às novas tendências tecnológicas. O governo, sabendo da dificuldade que as empresas teriam para se adequar a nova lei, decidiu que teriam um período de testes, que aconteceu em dois anos e previa que ela entrasse em vigor em 2020.


Mesmo assim, dados de fevereiro de 2020 divulgados pela revista IstoÉ Dinheiro mostrou que entre 104 empresas brasileiras, 84% delas ainda não estavam preparadas para a mudança.


Em resumo a LGPD, Lei nº 13.709/2018, é responsável foi regulamentar as atividades de tratamento de dados pessoais físicos e digitais, por pessoas físicas e jurídicas. Ela foi criada para garantir a liberdade e para a privacidade dos cidadãos brasileiros. Assim, os dados só podem ser coletados com o consentimento do usuário.


LGPD na contabilidade


A LGPD vai impactar diretamente os escritórios de contabilidade, já que, como dito antes, este tipo de empresa possui muitas informações de seus clientes e de outras pessoas. Os contadores precisarão mudar suas mentalidades e prestar mais atenção nos dados dos seus clientes.


Como sabemos, a lei irá impactar todos os setores econômicos, afinal, todas as empresas armazenam alguns tipos de dados pessoais.


Mas, especialmente para o setor contábil, já que são responsáveis de gerenciar os documentos de seus clientes e também são responsáveis por mostrar que eles estão dentro da lei.


O gerenciamento dos documentos precisa ser feito de forma segura, garantindo que esses dados não serão perdidos. A tecnologia é uma aliada importante neste cenário, pois evita que haja o vazamento de dados com um sistema de gestão em nuvem, por exemplo.


Você conhece o Smart Online? A plataforma é responsável pela gestão completa de documentos fiscais, permitindo extrações e buscas de todas as notas fiscais emitidas contra um CNPJ. Tudo com armazenamento em nuvem! Para conhecer a plataforma e todos os seus benefícios, clique aqui!


Por fim, para evitar multas os escritórios de contabilidade precisam se adequar a LGPD. Afinal, seus clientes possuem muitas informações e a sua responsabilidade garantir que eles estão dentro da lei.


Para mais artigos como esse sobre LGPD na contabilidade, acesse o blog da Online Applications!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *