fbpx
fale conosco! +55 19 4062 8611
DANFE e NF-e: conheça as principais diferenças entre os documentos!

Você já ouviu falar sobre DANFE e NF-e?


Estes dois tipos de documentos fazem parte da rotina de quem trabalha com contabilidade, e também de profissionais da área fiscal. Mas nem todo mundo sabe o que eles significam.


Apesar de haver semelhanças entre os dois documentos, a DANFE e Nf-e, eles possuem diferenças que você precisa conhecer. Até porque ajuda a evitar erros no recolhimento de tributos e multas desnecessárias.


No artigo de hoje, vamos mostrar as diferenças entre os dois documentos, para que você não cometa deslizes quando o assunto é contabilidade. Continue lendo para aprender mais sobre o tema!


O que é NF-e?


Você sabe o que significa NF-e? Caso não saiba, a sigla significa Notas Fiscais eletrônicas. Este documento foi criado em 2006, buscando trocar as notas impressas por um formato mais prático.


As NF-es servem para comprovar a venda e compra de produtos, ou prestação de serviços. Emitir este documento é obrigatório para quase todas as empresas.


Como podemos imaginar, este modelo traz diversos benefícios para quem vende e quem compra também.


Além de economizar recursos sem a necessidade da impressão de notas, também ajuda a facilitar a emissão e evitar erros no processo. Sem contar que reduz os problemas de armazenamento de documentos.


De fato, a tecnologia transformou a forma em que vivemos. Com ela, algumas tarefas se tornaram menos complexas.


Uma curiosidade sobre a NF-e: você tem ideia de quantas notas são autorizadas por dia?


Em uma pesquisa rápida, descobrimos que o número é imenso. De acordo com as informações estatísticas do Portal da NF-e, somente no dia em que este artigo foi publicado, foram autorizadas mais de 30 bilhões. Impressionante, não é?


Além da NF-e, existem outros tipos de notas, e elas não são iguais. Ou seja, eslas variam dependendo do tipo de empresa. Veja quais são:


  • Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): utilizada como comprovante de prestação de serviços.
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e): usado no varejo físico, foi criado para substituir o cupom fiscal.


Leia também: NF online: aprenda a cancelar uma nota fiscal eletrônica já emitida!


O que é DANFE?


A DANFE foi desenvolvida 10 anos depois da NF-e, apenas em 2016. O Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica é utilizado como um “resumo” das informações contidas em uma Nota Fiscal eletrônica.


Normalmente a DANFE é encaminhada junto com a NF-e ao cliente. Entretanto, não tem a validade jurídica de uma Nota Fiscal.


As informações utilizadas na DANFE são: CNPJ e Inscrição Estadual; informações pessoais dos clientes, como nome e endereço; data da venda; chave de acesso para o consumidor consultar a NF-e completa no Portal da Secretaria da Fazenda; etc.


Um dos principais benefícios da DANFE é a agilidade que ela se propõe, já que concentra informações do envio de uma mercadoria, e ajuda a reduzir o tempo de análise.


O que é XML?


Um pouco antes falamos sobre NF-e e armazenamento desse documento. Quem já possui contato com as Notas Fiscais sabe que elas precisam ser guardadas por 5 anos, mais o ano em que foi emitida.


Antigamente, era dever das empresas armazenar este documento em papel. Imagina só o trabalho que era organizar!


Com a chegada da NF-e, não é mais obrigatório guardar o documento físico. É obrigatório armazenar arquivos XML.


O XML (eXtensible Markup Language) é um arquivo que guarda resumos das notas, e devem ser guardados pelas empresas, e facilitam muito o armazenamento.


Em conclusão, NF-e e DANFE são documentos fiscais que possuem características diferentes. Espero que tenha entendido como elas de diferem! Leia mais artigos do blog da Online Applications clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *