fbpx
o-que-e-auditoria-logistica-e-como-faze-la-corretamente

Assim como as de outras áreas, o objetivo da auditoria logística é examinar detalhadamente todas as operações em torno da logística e transporte de uma empresa. A partir dela, são fornecidas medidas de melhoria e/ou mudanças necessárias para a eficiência.

 

Por ser uma das atividades mais importantes no país, é imprescindível que empresas de transporte se mantenham sempre regularizadas e otimizadas, pois afetam diretamente todos os dias a vida de milhares de pessoas. E é por isso que, no artigo de hoje vamos esclarecer a melhor forma para realizar essa tarefa. Continue lendo!

 

Em primeiro lugar, a auditoria logística começa com a coleta de dados e análise dessas informações, ela é uma boa ferramenta para entender a comunicação entre departamentos, como armazenamento, compras, produção, transporte, atendimento ao cliente, TI e comercial.

 

A partir desse ponto, é criado um mapa de todas as operações que compõem o fluxo de trabalho, possibilitando a identificação de qualquer ineficiência e não produtividade. E claro, permitindo que a equipe de auditoria tenha uma visão ampla da empresa.

 

Fases de uma auditoria

Para que haja 100% de aproveitamento, toda auditoria logística deve ser dividida em três etapas principais, veja:

 

1 – Análise da situação atual: como mencionamos anteriormente, neste momento o auditor ou a equipe responsável reúnem todas as informações e estudam tudo o que é feito, sistemas utilizados, movimentações etc.

 

2 – Análise e relatório de dados: para dar sequência, os dados coletados são examinados e calibrados para medir o rendimento de cada etapa/processo, e é também aqui que se identificam os pontos fortes e fracos da empresa.  

 

3 – Propostas de melhoria: já na última parte da auditoria, um relatório é elaborado propondo todas as soluções para melhorar a eficiência dos processos logísticos, seja transporte, armazenamento, pessoas e outros.

 

Apesar destes passos, cada auditoria pode variar de acordo com o tipo de empresa e outros fatores. O importante é que essas etapas sejam feitas, ainda que haja necessidade de adaptá-las.

 

Leia também: Por que fazer o gerenciamento de risco no transporte de cargas?

 

Como fazê-la corretamente?

O primeiro passo é definir quem fará a auditoria. Dependendo do porte da empresa, opta-se por criar uma equipe interna, que precisará ser composta por pessoas, como:  

 

  • Gerentes de cadeia de suprimentos;
  • Gerentes de controle de qualidade;
  • Profissionais contábeis;
  • Engenheiros de logística;
  • Gerente de vendas e comercial.

Cada membro desempenha um papel fundamental na avaliação. Entretanto, a empresa também pode optar por equipes terceirizadas para uma avaliação mais criteriosa e assim, concentra suas competências apenas nas atividades do dia a dia.

 

Quando?

Recomenda-se que seja feito ao menos uma auditoria por ano. Isto porque, esta é também uma forma de monitorar o mercado e aprimorar-se para ficar páreo com a concorrência.

 

Entretanto, ela deve ser feita para que o resultado seja colocado em prática, é desnecessário fazer várias avaliações ao ano sem que haja disposição para executar as mudanças.

 

Além da auditoria anual, é importante que ela seja realizada sempre que houver uma mudança de provedores de serviço, por exemplo. Fazer a revisão dos dados e organizar os históricos pode garantir dias mais tranquilos para a organização.

 

Colocando a mão na massa! 

Portanto, depois de reunir sua equipe, definir a periodicidade da auditoria, é hora de avaliar os dados e colocar a mão na massa. Uma dica que pode facilitar os próximos passos é a implantação de sistemas ERPs ou TMSs, que reúnem muitos dados e facilitarão as próximas auditorias.

 

A Online Applications possui uma torre com soluções desenvolvidas especializadas para o segmento logístico. Integrando diferentes setores da sua empresa, trabalhamos os dados da organização de forma assertiva e gerando resultados. Conheça o Cargo Online!

━━━━━━━ 

Gostou do artigo? Confira nossos posts semanais sobre tecnologia, logística, fiscal e muito mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *